Crescimento inadequado

O crescimento atípico - excessivo ou insuficiente - dos ossos maxilares (maxila e mandíbula) pode influenciar o tratamento proposto e até mesmo impedir que os objetivos estipulados sejam alcançados. Especialmente após o tratamento, um crescimento mandibular remanescente - não previsível em alguns casos - poderá afetar os resultados obtidos e até mesmo obrigar o paciente a uma nova intervenção terapêutica, as vezes envolvendo extrações dentárias e até Cirurgia Ortognática para adequar o posicionamento das bases ósseas.